Please reload

Posts Recentes

3 Motivos Para Investir em Inbound Marketing

October 31, 2017

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

Ecommerce cresce 12,1% em 2018 e fatura mais de R$ 23 bilhões

August 31, 2018

Segundo dados da Ebit/Nielsen (Ebit: empresa que atribui Reputação, Inteligência e informação para e-commerces - Nielsen: empresa de estudos de comportamento de consumidores), o comércio brasileiro, representado por lojas virtuais (ecommerce), cresceu 12,1%, faturando 23,6 bilhões no 1º semestre de 2018. É um crescimento vertiginoso em qualquer comparação que se faça com o avanço do PIB (Produto Interno Bruto) de qualquer país, e em especial ao do Brasil, que tem perspectiva de aumento na casa de 1,55%, para o ano de 2018, e 2,50% para 2019, segundo previsões do Banco Central brasileiro, divulgadas pelo Jornal Valor Econômico.

 

É um mercado promissor, com várias empresas do modelo tradicional de lojas físicas atuando ou planejando pegar uma fatia deste bolo, que deve continuar a crescer em números acima de 2 dígitos ao ano. Para entender melhor este avanço, leia abaixo a matéria completa publicada no site do Ecommerce Brasil no dia 29 passado, que aponta também a tendência cada vez maior da compra através de dispositivos móveis (imagem/fonte: site do Ecommerce Brasil)

 

 

 

Segundo o 38º Webshoppers, do Ebit/Nielsen apresentado nesta quarta-feira (29), o e-commerce brasileiro cresceu 12,1% no primeiro semestre de 2018 com relação ao mesmo período do ano passado. Esse aumento representa um faturamento de R$ 23,6 bilhões. 

 

Dispositivos móveis

A última edição apontou que 32% das transações do e-commerce foram feitas por dispositivos móveis durante o primeiro semestre deste ano.

Com relação à pesquisa de 2017, houve aumento de 7,4%, o que significa que cada vez mais consumidores se adaptam às facilidades de compra por smartphones. Além disso, a Ebit/Nielsen estima que, até 2020, metade das compras online será feita por um dispositivo móvel.

Segundo Pedro Guasti, consultor de negócios da Ebit/Nielsen, o “m-commerce é impulsionado por categorias de menor ticket médio”.

Participação por categoria

Entre as categorias com maior volume de pedidos, Cosméticos e Perfumaria lidera o share de vendas online, com 15% de participação.

Já Moda e Acessórios, que era a líder tradicional, permanece praticamente estável, com 14,5% do share de vendas do e-commerce.

Segundo o relatório, o crescimento do setor de Cosméticos e Perfumaria no comércio eletrônico se deve, principalmente, ao fortalecimento da presença de grandes fabricantes desse tipo de produto no ambiente online.

“Temos visto um grande investimento da indústria de cosméticos no comércio eletrônico, com forte presença em marketplaces, assim como a ascenção das redes de perfumaria”, afirmou Guasti.

 

 Fontes desta matéria:

www.ecommercebrasil.com.br

www.ebit.com.br

www.nielsen.com

www.valor.com.br

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Fale Conosco

Orçamento sem compromisso

basta preencher o formulário ao lado, informando-nos qual serviço é de seu interesse.

Fale Conosco

Fone/WhatsApp (16) 9.9194 1806

 

e.mail

junior@personalcomunicacao.net.br

Rua Uruguai, 1419 - Franca/SP

Jardim Consolação - CEP 14400-060

CNPJ 15.408.342/0001-12

Desde 2012